terça-feira, 30 de setembro de 2014

Mineirar ou não mineirar, eis a questão.


Nenhum equipamento desafia à lei de Moore !


Como todo material de informática, os mineiradores de Bitcoin também obedecem à lei de Moore.

A competição tecnológica lançada pelos construtores de chips tipo ASIC terminou rapidamente com a possibilidade de mineiração de BTC usando cartas gráficas e FPGAs (Field-Programmable Gate Array). Mas esta corrida desenfreada também levou os chips ASIC ao limite extremo da lei de Moore.

Ou seja, a maioria dos mineiradores já estão usando a última tecnologia de chips, isto é processadores de 28nm e 20nm, enquanto que a próxima geração de 14nm/16nm não estará disponível antes do ano que vem. No entanto, o progresso já está sendo travado devido a uma série de limitações técnicas que devasta todos os fabricantes de chips.

Além dessa limitação técnica, existe também a econômica, ou seja, quanto mais potentes são os chips, mais calor eles vão dissipar, exigindo assim resfriadores ainda mais potentes que no final das contas vão todos consumir muita eletricidade, reduzindo assim o ROI da mineiração de Bitcoins.

Com isso em mente, constatamos hoje em dia que a mineiração BTC está de cara ao muro da lei de Moore e, para dificultar ainda mais as coisas, o câmbio do BTC está caindo cada dia mais !

Sendo assim, é preciso pensar mais que 2 vezes antes de se aventurar no terreno dos mineirados ...

E você, qual sua opinião sobre este assunto ? Deixe seu comentário logo abaixo para ajudar os iniciantes neste mundo maravilhoso de criptomoedas ;-)


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...